Doria quer extinguir Furp


A Fundação para o Remédio Popular (Furp) é o laboratório farmacêutico oficial do governo do Estado de São Paulo.

Vinculada à Secretaria de Saúde, foi criada em 1968 com o objetivo de fabricar, a preços reduzidos, medicamentos para secretarias estaduais e municipais,  hospitais públicos e santas casas de todo o Brasil.  Atualmente 3 mil cidades brasileiras contam com os 40 medicamentos produzidos pela Furp.

Durante entrevista coletiva em 25 de setembro, o governador de São Paulo anunciou que vai acabar com a Furp: "É uma decisão de governo. O projeto será encaminhado à Assembleia Legislativa. Este é um governo desestatizante".

NOTA DE REPÚDIO DA FENAFAR:

A Federação Nacional dos Farmacêuticos, entidade representativa da categoria farmacêutica no Brasil, e o Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de São Paulo, vêm por meio desta nota manifestar seu mais profundo repúdio ao anúncio do governador do Estado de São Paulo, João Dória, que ameaça extinguir a Fundação para o Remédio Popular (FURP), maior produtora de medicamentos públicos do Brasil e da América Latina.

A privatização ou ameaça de extinção da FURP representa um ataque gravíssimo à soberania nacional na área de produção de medicamentos.

Fonte: viomundo.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares