Planta supera atividade de fluconazol


Os fungos do gênero Candida causam uma doença bastante comum em humanos, a candidíase, ou monilíase.

Em pessoas com baixa imunidade, principalmente em ambiente hospitalar, a infecção pode ser mortal. E, embora o medicamento mais usado para combatê-la seja eficiente em grande parte dos casos, algumas variedades do patógeno apresentam resistência aos medicamentos.

Agora, pesquisadores do Brasil e da Espanha conseguiram isolar compostos presentes no sansão-do-campo (Mimosa caesalpiniifolia) - uma planta do Cerrado também conhecida como cerca-viva - que combatem duas espécies de Candida.

A ideia é criar uma pomada que possa ser usada como alternativa ao fluconazol, antimicótico há mais de duas décadas considerado a melhor alternativa contra a candidíase. A infecção pode causar coceira e dor nos órgãos genitais, além de pequenas feridas (em homens) ou corrimento (nas mulheres).

Foram isolados do extrato do sansão-do-campo 23 compostos já conhecidos, além de cinco flavonoides inéditos, nomeados mimosacaesalpina A, B, C, D e E. Aplicados em amostras de Candida glabrata e Candida krusei, duas espécies causadoras de candidíase, quatro dos 28 compostos mostraram atividade antifúngica maior que a do fluconazol.

Fonte: Diário da Saúde


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares