Nariz entupido e descongestionantes nasais


Ao primeiro sinal de nariz entupido, é comum a pessoa recorrer ao uso dos descongestionantes nasais. Utilizados com critério, sob orientação médica e por prazo determinado (cinco dias, no máximo), eles proporcionam alívio quase que imediato, porque contêm substâncias vasoconstritoras (nafazolina, fenoxazolina, oximetatazolina, fenilefrina, pseudoefredina) em sua fórmula. Resultado: os vasos contraem, o fluxo de sangue diminui, o edema da mucosa regride, a produção de muco baixa e as pessoas voltam a respirar normalmente.

Dito assim, parece que esses remédios estão livres de efeitos adversos e por isso são vendidos livremente nas farmácias. Não é verdade. O uso contínuo dos descongestionantes nasais pode ter consequências graves no organismo.

Uma delas é o efeito rebote. Embora a ação do medicamento seja rápida, a sensação de alívio é passageira. Depois de algum tempo, o nariz volta a entupir, o que obriga a pessoa a ir diminuindo, progressivamente, o intervalo entre as aplicações a ponto de precisar ter sempre à mão um frasco do medicamento para poder respirar melhor. Esse grau de dependência resulta num distúrbio chamado rinite medicamentosa ou vasomotora, cujo principal sintoma é o nariz entupido provocado por alterações na mucosa nasal que leva à perda da capacidade de contrair e dilatar os vasos

Outro problema é que a ação dos descongestionantes nasais não se restringe ao alívio do nariz entupido. Seu uso contínuo faz com que parte da substância vasoconstritora que entra na composição do medicamento seja absorvida pela mucosa, caia na corrente sanguínea e alcance o sistema cardiovascular, o que pode representar uma sobrecarga para o coração. Arritmia cardíaca, taquicardia, hipertensão arterial, trombose, tonturas e dor de cabeça são alguns dos sinais do efeito colateral dessas drogas em ógãos distantes.

É importante destacar ainda que, nas crianças pequenas, o uso dos descongestionantes nasais pode ter consequências desastrosas, uma vez que pode provocar depressão do sistema cardiorrespiratório e levar à morte.

Fonte: drauziovarella.uol.com.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares