Zika combate tumores avançados no sistema nervoso central


Pesquisadores brasileiros deram um passo importante no desenvolvimento de uma terapia que usa o vírus zika para combater tumores avançados no sistema nervoso central.

Em 2018, a mesma equipe comprovou que o zika pode curar tumores no sistema nervoso de camundongos. Desta vez, como é praxe nas pesquisas desse tipo, eles utilizaram animais maiores, cachorros com idade avançada e tumores espontâneos no cérebro. O resultado foi ainda melhor do que o esperado.

"Observamos uma reversão surpreendente dos sintomas clínicos da doença, além de redução tumoral e aumento de sobrevida - e com qualidade, que é o mais importante. Além disso, o tratamento foi bem tolerado e não houve efeitos adversos. Estamos superanimados com os resultados," contou a professora Mayana Zatz, do Instituto de Biociências da USP.

"Os resultados confirmam que a terapia atua por meio de dois mecanismos. Por um lado, o vírus infecta as células tumorais, começa a se replicar e acaba levando-as à morte. Por outro, ativa o sistema imune para a presença do tumor. A infecção desencadeia uma reação inflamatória e células de defesa começam a migrar para o local," contou a pesquisadora Carolini Kaid, responsável pelos experimentos.

Fonte: Diário da Saúde


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os artigos mais populares